FÍSTULA PERILINFÁTICA COMO FORMA DE AMPLIAR OS CONHECIMENTOS VOLTADOS ÀS PROBLEMÁTICAS OTOLÓGICAS

Autores

  • Gustavo Lima Niemeyer Centro Universitário Uninorte -UNINORTE/AC
  • Felipe de Souza Nobre Centro Universitário Uninorte -UNINORTE/AC
  • Fernanda Maiza Alves de Carvalho Centro Universitário Uninorte -UNINORTE/AC
  • Gabrielle Araujo Azevedo Lima Centro Universitário Uninorte -UNINORTE/AC
  • Douglas José Angel Centro Universitário Uninorte -UNINORTE/AC

Resumo

Introdução: A Fístula Perilinfática (FPL), comunicação entre o espaço perilinfático e a orelha média, apresenta-se clinicamente por sintomas como vertigem inespecífica, recorrente, e perda auditiva neurossensorial. Objetivo: Descrever a fístula perilinfática, incluindo avanços e descobertas recentes, relacionadas à detecção e diagnóstico da referida patologia. Material e métodos: Refere-se a um estudo de revisão integrativa de literatura, utilizando repositórios de artigos científicos como Google Acadêmico, Pubmed e Scielo, visando a coleta de publicações específicas, sem restrição de idiomas, que abordassem não apenas as definições da FPL, mas também as novidades atinentes ao tema, nos últimos 5 anos. Resultados e discussão: Evidenciou-se que a fístula perilinfática é uma entidade nosológica cujos estudos dão margem a muitas controvérsias, tanto em relação ao seu diagnóstico quanto à terapêutica. Produções científicas recentes referem que o tratamento com uma abordagem mais invasiva, além de apresentar benefícios em relação aos sintomas vestibulares, apresenta melhores resultados no que se refere à perda auditiva neurossensorial, caso se opte pela intervenção imediata, em contraposição ao tratamento conservador, realizado com repouso e medicações. Dentre os aspectos recentes na produção científica, há contribuição no âmbito do diagnóstico, com uso do teste de detecção de cochlin-tomoproteína (CTP), proporcionando maior segurança para intervenção cirúrgica. Conclusão: A produção científica recente relata que, em casos onde a fístula perilinfática é confirmada, inclusive com o uso das novas ferramentas diagnósticas apresentadas, a intervenção imediata é recomendada. Há evidências concretas da recuperação total em relação a algumas vestibulopatias e, no caso da audição, a produção científica existente sinaliza que há relação direta entre intervenção precoce e melhoria auditiva.

Palavras-chave: Fístula perilinfática. Perda auditiva neurossensorial. Vestibulopatia.

Referências

DEVEZE, A. et al. Diagnosis and Treatment of Perilymphatic Fistula. Advances in Hearing Rehabiitation, Basileia, ano 2018, v. 81, 6 abr. 2018. Karger, p. 133-145. DOI 10.1159/000485579.

MELDRUM, J. A.; PRINSLEY, P. R. Perilymph fistula: the patients experience. The Journal of Laryngology & Otology, [S. l.], v. 130, p. 526-531, 26 abr. 2016.

COMACCHIO, F.; MION, M. Sneezing and Perilymphatic Fistula of the Round Window: Case Report and Systematic Review of the Literature. The Journal of International Advanced Otology, [S. l.], v. 14, p. 106-111, 1 abr. 2018. DOI 10.5152/iao.2018.4336.

CHOI, J. et al. Diagnostic criteria of barotraumatic perilymph fistula based on clinical manifestations. Acta Oto-Laryngologica, [S. l.], p. 16-22, 20 maio 2016. DOI 10.1080/00016489.2016.1213419.

KITA, A. et al. Perilymphatic Fistula After Penetrating Ear Trauma. Clinical Practice and Cases in Emergency Medicine, [S. l.], p. 115-118, 4 mar. 2019. DOI 10.5811 / cpcem.2019.1.37404.

LEE, K. et al. A Case of Perilymphatic Fistula with Inner Ear Anomaly Diagnosed Preoperatively by the Cochlin-Tomoprotein Detection Test. Case reports in otolaryngology, [s. l.], v. 2020, 9 mar. 2020.

SAXBY, A. J. Management of traumatic perilymph fistula with endoscopic techniques. ANZ Journal of Surgery, [S. l.], p. 93-94, 1 dez. 2015. DOI https://doi.org/10.1111/ans.1328.

IKEZONO, T. et al. The diagnostic performance of a novel ELISA for human CTP (Cochlin-tomoprotein) to detect perilymph leakage. PLOS One, 2018. DOI 10.1371/journal.pone.0191498.

PRENZLER, N.K. et al. The role of explorative tympanotomy in patients with sudden sensorineural hearing loss with and without perilymphatic fistula. American Journal of Otolaryngology–Head and Neck Medicine and Surgery, 2017. DOI https://doi.org/10.1016/j.amjoto.2017.10.006.

VENKATASAMY, A. et al. CT and MRI for the diagnosis of perilymphatic fstula: a study of 17 surgically confrmed patients. European Archives of Oto-Rhino-Laryngology, 10 fev. 2020. DOI https://doi.org/10.1007/s00405-020-05820-3.

SARNA, B. et al. Perilymphatic Fistula: A Review of Classification, Etiology, Diagnosis, and Treatment. Frontiers in Neurology, 15 set. 2020. DOI https://doi.org/10.3389/fneur.2020.01046.

DUBRULLE, F. et al. The round window sign: a sensitive sign to detect perilymphatic fistulae on delayed postcontrast 3D-FLAIR sequence. European Radiology, 28 mai. 2020. DOI https://doi.org/10.1007/s00330-020-06924-4.

MATSUDA, H. et al. A nationwide multicenter study of the Cochlin tomo-protein detection test: clinical characteristics of perilymphatic fistula cases. Acta Oto-Laryngologica, 03 abr. 2017. DOI 10.1080/00016489.2017.1300940.

GRAYELI, A. et al. Detection of perilymphatic fistula in labyrinthine windows by virtual endoscopy and variation of reconstruction thresholds on CT scan. Acta Oto-Laryngologica, 29 jan. 2020. DOI 10.1080/00016489.2020.1715472.

HEILEN, S. et al. Exploratory tympanotomy in sudden sensorineural hearing loss for the identification of a perilymphatic fistula – retrospective analysis and review of the literature. The Journal of Laryngology & Otology, 04 jul. 2020. DOI https://doi.org/10.1017/S0022215120000948.

AGUIAR, A. A. M. Barotrauma do ouvido interno no mergulho. Tese (Mestrado em Medicina) – Faculdade de Medicina de Lisboa. 2019.

FUJITA, T. et al. Vestibule-Middle Ear Dehiscence Tested With Perilymph-Specific Protein Cochlin-Tomoprotein (CTP) Detection Test. Frontiers in Neurology, 30 jan. 2019. DOI 10.3389/fneur.2019.00047.

KURIHARA, Y. et al. Temporal Bone Trauma: Typical CT and MRI Appearances and Important Points for Evaluation. RSNA, 2020. DOI https://doi.org/10.1148/rg.2020190023.

Downloads

Publicado

2021-07-30