CÂNCER DE COLO DE UTERO E A MÁ ADESÃO DA VACINA CONTRA O PAPILOMA VÍRUS HUMANO (HPV): Uma revisão bibliográfica

Juliana Caroline Denardin

Resumo


Introdução: O câncer de colo de útero tem sido um grave problema de saúde pública, trata-se de uma neoplasia de evolução lenta, por esse motivo o rastreamento efetivo se torna eficaz e com bom prognóstico de cura para a mulher. Objetivo: Avaliar os motivos que levam a baixa adesão da vacina contra o Papiloma Vírus Humano (HPV) nos adolescentes, tendo em vista que, a infecção pelo vírus é o principal causador das neoplasias uterinas. Materiais e métodos: A metodologia utilizada a coleta de informações disponibilizadas em Português, Inglês e Espanhol nas bases de dados Lilacs, Medline, Scielo, PubMed e Google Acadêmico, no período entre 2017 e 2021, utilizando as palavras chaves: Papiloma Vírus Humano; Saúde Pública; Vacina HPV. Resultados: mostraram que os fatores que mais interferem na adesão à vacinação contra o HPV são as poucas ações educativas que falem sobre a importância da vacina. A imunização contra o HPV se mostra como uma boa estratégia para diminuição do contagio pelo vírus, mas para que o Brasil e o mundo colham bons frutos a partir da inclusão da vacina nos serviços públicos, são necessárias campanhas efetivas e conscientizadoras principalmente para pais e responsáveis. Conclusão: Diante dos muitos questionamentos dos responsáveis, concluiu-se que o maior fator da não adesão se dá por falta de conhecimento, corroborando com a importância de uma construção de parcerias entre saúde e educação.

 

Palvras-chaves: Papiloma Vírus Humano. Saúde Pública. Vacina HPV.

Texto completo:

PDF

Referências


PAZOS, N. D. N; FARIAS, E. C; ALMEIDA, E. C; AMARAL, M. S. L. A importância da reação em cadeia da polimerase como auxílio no diagnóstico para o papilomavírus humano. III Conbracis, Cmpina Grande-PB, 2018.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE – INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER JOSÉ ALENCAR GOMES DA SILVA. Estimativa 2020, incidência de câncer no Brasil, 2020. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//estimativa-2020-incidencia-de-cancer-no-brasil.pdf. Acesso em: 05 abr. 2021.

SANTOS, F. L; et al. EXAME CITOLOGICO PAPANICOLAOU: ANALISANDO O CONHECIMENTO DE MULHERES NA ATENÇÃO BÁSICA. Temas em Saúde, João Pessoa – PB, v. 17, n. 1, p. 332-352, 2017.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (INCA). Detecção precoce, 2021. Disponível em: https://www.inca.gov.br/en/node/1194#:~:text=Diretrizes%20do%20rastreamento,j%C3%A1%20tiveram%20atividade%20sexual4. Acesso em: 26 mar. 2021.

CABUYA, H. J. B; et al. Estrategias de aceptabilidad de la vacunación contra el virus del papiloma humano: una revisión sistemática. Suma Psicológica, Bogotá, v. 27, n. 2, p. 125-141, 2020.

SEQUERA, M; MATAMOROS, A; MENDOZA-LEON, M. J. Genotipos de VPH y cambios citológicos cervico-uterino en pacientes de una consulta ginecológica privada del Estado Carabobo, Venezuela. Marzo-octubre de 2017. Revista médica Risaralda, Pereira, v. 26, n. 1, p. 28-37, 2020.

INSTITUTO NACIONAL DO CÂNCER (INCA). Controle do câncer do colo do útero - fatores de risco, 2020. Disponível em: https://www.inca.gov.br/controle-do-cancer-do-colo-do-utero/fatores-de-risco. Acesso em: 26 mar. 2021.

BRASIL. Ministério da saúde. Informe técnico da ampliação da oferta das vacinas papilomavírus humano 6, 11, 16 e 18 (recombinante) – vacina HPV quadrivalente e meningocócica C (conjugada). Brasília, 2018.

BRUNI L. et al. ICO/IARC Information Centre on HPV and Cancer (HPV Information Centre). Human Papillomavirus and Related Diseases in the World. Summary Report, 2019.

CARVALHO, A. M. C; et al. Adesão à vacina HPV entre os adolescentes: revisão integrativa. Texto e contexto - Enfermagem, Florianópolis, v. 28, e20180257, 2019.

PEREIRA, F. B; SOUZA, E. P. Cobertura Vacinal do HPV para Adolescentes: Desafios e Possibilidades. Revista Multidisciplinar e Psicologia, v. 11, n. 38, 2017.

MOURA, L. L. Cobertura vacinal contra o Papilomavírus Humano (HPV) em meninas e adolescentes no Brasil: análise por coortes de nascimentos. Dissertação (mestrado) – Fundação Oswaldo Cruz, Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Rio de Janeiro, 2019.

CARDIAL M. F. et al. Papilomavírus humano (HPV). In: Programa vacinal para mulheres. São Paulo: Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia; 2017. C. 4, n. 13, p. 26-39.

LOBÃO, W. M. Avaliação da aceitação parental da vacina HPV após sua introdução no Programa Nacional de Imunização. 2018. 93 f. il. Tese (Doutorado em Biotecnologia em Saúde e Medicina Investigativa) - Instituto Gonçalo Moniz, Fundação Oswaldo Cruz, Salvador, 2018.

SORPRESO, I. C. E.; KELLY, P. J. HPV vacina: conhecer e aceitar para assegurar a eficácia. Journal of Human Growth and Development, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 5-8, 2018.

MOURA, A. B. F; TEIXEIRA, A. B. Avaliação do conhecimento e adesão de estudantes à vacina HPV em uma escola pública no interior do Ceará. Revista Científica Cadernos ESP/CE, Ceará, v. 13, n. 1, p. 67-74, 2019.

PRINCE, K. A. Adesão à imunização contra o papilomavírus humano na saúde pública do Brasil. Revista Espaço para a Saúde, Paraná. V. 18, n. 1, p. 157-164, 2017.

GUEDES, M. C. R. et al. A vacina do Papilomavírus Humano e o câncer do colo do útero: uma reflexão. Revista de enfermagem, Recife v. 11, n. 1, p. 224-231, 2017.

LEITE E SOUSA, P. D. et al. Conhecimento e aceitabilidade da vacina para o HPV entre adolescentes, pais e profissionais de saúde: elaboração de constructo para coleta e composição de banco de dados. Journal of Human Growth and Development, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 58-68, 2018.

ABREU, M. N. S. et al. Conhecimento e percepção sobre o HPV na população com mais de 18 anos da cidade de Ipatinga, MG, Brasil. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 23, n. 3, p. 849-860, 2018.

ZANINI, N. V. et al. Motivos para recusa da vacina contra o Papilomavírus Humano entre adolescentes de 11 a 14 anos no município de Maringá-PR. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade, v. 12, n. 39, p. 1-13, 2017.

AQUINO, F. L. RELAÇÃO ENTRE CONHECIMENTO E ADESÃO À VACINAÇÃO CONTRA O HPV EM ADOLESCENTES ESCOLARES. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Bacharelado em Enfermagem da Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2018.

FONSÊCA, E. A. B. et al. Adesão de meninas à campanha de vacinação contra HPV no estado da Paraíba em 2014. Revista De Ciências Da Saúde Nova Esperança, João Pessoa, v. 15, n. 1, p. 110-118, 2017.

SILVA, H. C, D. A. et al. Influência dos responsáveis de adolescentes no impacto à adesão da vacina HPV. Saúde Coletiva, Barueri, v. 10, n. 52, p. 2222-2231, 2020.

OLIVEIRA, M. S. F. de et al. Conhecimento e aceitabilidade da vacina contra HPV entre adolescentes vacinados e não vacinados contra HPV na Amazônia Ocidental. Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v. 66, n. 8, p. 1062-1069, 2020.

FRANÇA, S. B. et al. Adesão das adolescentes à campanha de vacinação contra o papiloma vírus humano: no Brasil, Minas Gerais e microrregião da Serra Geral. Revista Unimontes Científica. v. 19, n. 1, p. 02-12, 2017, 2017.

SILVA, T. I. M; SANTOS, N. T. N; SILVA, S. P. C. Vacina e HPV: saberes dos pais e responsáveis de meninas adolescentes. Revista Gestão & Saúde. v. 1, n. 3, p. 622-637, 2017.

RAMOS, A. S. M. B. et al. Papilomavírus humano: fatores que interferem na adesão dos adolescentes à vacinação. Revista Interdisciplinar, v. 11, n. 3, p. 114-122, 2018.

KORNIDES, M. L; MCREE, A. L; GILKEY, M.B. Parents Who Decline HPV Vaccination: Who Later Accepts and Why? Academy Pediatrcs, v. 18, n. 2, p. 37–43, 2018.

FREITAS, K. N. P. Conhecimento e aceitação da vacina HPV como forma de prevenção de cânceres: uma revisão de literatura. Trabalho de Conclusão de Curso apresentado ao Curso de Biomedicina, Faculdade Maria Milza, Bahia, 2020.

THEIS, R. P; WELLS, B. A; STARAS, S. A. S. “I can be the Judge of What’s Serious”: A Qualitative Pilot Study of Parents’ Responses to Messaging About Side Effects of the HPV Vaccine. Maternal and Child Health Journal, v. 24, n. 4, p. 456-461, 2020.

BISELLI-MONTEIRO, M. et al. Influência do Gênero e do Curso de Graduação no Conhecimento sobre o HPV e a Vacina contra o HPV e a Taxa de Vacinação entre Estudantes de uma Universidade Pública. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, Rio de Janeiro, v. 42, n. 2, p. 96-105, 2020.

NOTEJANE, M. et al. Estado vacunal y motivos de no vacunación contra el virus del papiloma humano en adolescentes admitidas en el Hospital Pediátrico del Centro Hospitalario Pereira Rossell. Revista Médica do Uruguai, Montevideo, v. 34, n. 2, p. 10-28, 2018.

TEIXEIRA, C. S. C. et al. Detecção de Papilomavírus Humano de alto risco em amostra de colo uterino em um acompanhamento de 11,3 anos após vacinação contra HPV 16/18. Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, Rio de Janeiro, v. 39, n. 8, p. 408-414, 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Associado à ABEC