TREINAMENTO PROPRIOCEPTIVO NA PREVENÇÃO DA LESÃO DE ENTORSE DE TORNOZELO EM ATLETAS – UMA REVISÃO SISTEMÁTICA

Douglas Ramos, Erica Matos, Raiane Nascimento, Ana Claudia Petrini

Resumo


Introdução: O complexo articular do tornozelo em atletas torna-se vulnerável a lesões, principalmente as oriundas de instabilidade articular. A entorse de tornozelo, por exemplo, afeta aproximadamente 15% dos atletas ativos nas atividades esportivas. O treinamento proprioceptivo, por sua vez, tem como objetivo primordial promover estabilidade articular, resultando na prevenção de lesões e/ou recidivas. Objetivo: Relatar os efeitos e a aplicabilidade do treinamento proprioceptivo na prevenção da entorse de tornozelo em atletas. Método: Trata-se de uma revisão sistemática de literatura de artigos científicos recuperados por meio do levantamento das produções científicas referentes ao cruzamento dos descritores em Ciências da Saúde (DeCS): lesões em atletas, prevenção secundária, propriocepção e tornozelo nas bases de dados: Medline e Lilacs, publicados entre os anos 2004 - 2017. Compôs a presente revisão sistemática de literatura, após critérios de inclusão, exclusão e triagem, um total de oito artigos. Resultados: Os resultados demonstram a aplicabilidade com diferentes abordagens fisioterapêuticas para a execução do treinamento proprioceptivo, bem como diferentes tempos de aplicação e delineamento metodológicos. Entretanto, 75% dos artigos, com seus respectivos protocolos, apresentaram efeitos positivos em seus desfechos para a prevenção da lesão de entorse de tornozelo em atletas.  Conclusão: Os resultados da presente revisão sistemática de literatura sugerem que, através de diferentes protocolos, adotados para a execução do treinamento proprioceptivo, é possível se obter bons resultados como estratégia terapêutica de prevenção da lesão de entorse de tornozelo em atletas.

Palavras-chave: Lesões em atletas. Prevenção secundária. Propriocepção e tornozelo.

 


Texto completo:

PDF

Referências


SILVA, R. S. et al. Alterações neuromusculares no quadril associadas a entorse do tornozelo: revisão de literatura. Fisioter. Mov, Curitiba, v. 24, n. 3, p 503-511, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/fm/v24n3/15.pdf. Acesso em: 13 nov. 2017.

LIMA, M. A. C. et al. The influence of external ankle support on dynamic balance in volleyball athletes. Motriz: Rev. Educ. Fis, Rio claro, v. 21, n. 3, p 274-280, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1980-65742015000300274. Acesso em: 13 nov. 2017.

AQUINO, C. F. et al. Mecanismos neuromusculares de controle da estabilidade articular. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 12, n.2, p 35-42, 2008. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/554. Acesso em: 1 nov .2017.

CONDUTA, F. L. A importância da propriocepção. Uma revisão bibliográfica. Revista Digital. Buenos Aires, v. 16, n. 165, 2012. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd165/a-importancia-da-propriocepcao.htm. Acesso em: 13 nov.2017.

RESENDE, T. L; SOUZA, A. L. V. Benefícios dos exercícios proprioceptivos na prevenção da entorse de tornozelo. Corpus et Scientia, v. 8, n. 1, p 21-27, 2012. Disponível em: http://apl.unisuam.edu.br/revistas/index.php/corpusetscientia/article/view/4. Acesso em: 13 nov. 2017.

FAZIO, R. A.; TOLEDO, F; POGETTI, V. L. A Importância do Treinamento Proprioceptivo em Atletas de Basquete como forma de prevenção de entorse de tornozelo. Revista Ciência & Saúde. Porto Alegre, v. especial, p. 53, 2009. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faenfi/article/viewFile/6133/4424. Acesso em: 13 nov. 2017.

PERES, M. M. et al. Efeitos do treinamento proprioceptivo na estabilidade do tornozelo em atletas de voleibol. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, São Paulo, v. 20, n. 2, p. 146-150, 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1517-86922014000200146&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 13 nov. 2017

DOMINGUES, M. L. P. Treino proprioceptivo na prevenção e reabilitação de lesões nos jovens atletas. Motricidade, v. 4, n. 4, p. 29-37, 2008. Disponível em: https://revistas.rcaap.pt/motricidade/article/view/257. Acesso em: 13 nov. 2017.

STASINOPOULOS, D. Comparação de três métodos preventivos para reduzir a incidência das entorses de inversão do tornozelo entre os jogadores femininos de voleibol. British Journal of Sports Medicine 38.2 (2004): 182-185. PMC .Rede. 16 de novembro de 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v22n6/1517-8692-rbme-22-06-00450.pdf. Acesso em: 10 fev. 2018.

VERHAGEN, E. et al. Uma avaliação econômica de um programa de treinamento do Conselho de equilíbrio proprioceptivo para a prevenção de entorses de tornozelo no voleibol. British Journal of Sports Medicine, v. 39, n. 2, p. 111-115, 2005. PMC. Rede. Acesso em: 16 nov. 2017.

TIMOTHY A. et al. O efeito de um programa de treinamento de equilíbrio sobre o risco de entorses de tornozelo em atletas do ensino médio. O American Journal of Sports Medicine v. 34, Edição 7, pp. 1103-1111, Primeiro publicado em 1º de julho de 2006.

FARSHID, M. Comparação de 3 métodos preventivos para reduzir a recorrência de entorses de inversão de tornozelo em jogadores de futebol masculinos (Mestrado). O American Journal of Sports Medicine v. 35, Edição 6, pp. 922 – 926. 1 de junho de 2007. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/bitstream/handle/1843/BUBD-AQFFAX/gustavo_lara_mour_o_ara_jo_tcc.pdf?sequence=1. Acesso em: 10 fev. 2018.

HUPPERETS, et al. O estudo 2BFit: um programa de treinamento de balanço proprioceptivo não supervisionado, dado em complemento de cuidados habituais, eficazes na prevenção de recidências de torção no tornozelo? Design de um ensaio controlado aleatório. Distúrbios Musculoesqueléticos BMC 9 (2008): 71. PMC. Rede. 2 de nov de 2017.

DIAS, A. et al. A influência de um programa de treinamento de equilíbrio sobre a latência eletromiográfica da musculatura do tornozelo em indivíduos sem história de lesão no tornozelo. Fisioterapia no esporte, v.12, Edição 2, 87 – 92, 2011.

RIVA, D. et al. Treinamento proprioceptivo e prevenção de ferimento em uma equipe profissional de basquete masculina: um estudo prospectivo de seis anos. Journal of Strength and Conditioning Research, v. 30, n.2, p. 461-475, 2016. Rede. 17 de março de 2018.

BALTICH, J. et al. Os Efeitos do Fortalecimento do Tornozelo Isolado e Treinamento de Equilíbrio Funcional na Força, Mecânica Corrida, Controle Postural e Prevenção de Lesões em Corredores Iniciantes: Desenho de um Ensaio Controlado Aleatório. Distúrbios Musculoesqueléticos BMC 15 (2014): 407. PMC. Rede. 30 de março de 2018.

BEZERRA, T. C. L. Efeitos de exercícios proprioceptivos no equilíbrio postural e na atividade eletromiográfica de extensores do tornozelo em escolares praticantes de basquetebol. 2016. 55 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) Universidade de Brasília, Brasília, 2016. Disponível em: http://repositorio.unb.br/bitstream/10482/22179/1/2016_TiberioCesarLimaBezerra.pdf. Acesso em: 09 jun. 2018.

RODRIGUES, F. L; WAISBERG, G. Entorse de tornozelo. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 55, n. 5, p. 510-511, 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302009000500008. Acesso em: 09 jun. 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Associado à ABEC