ANTONÍMIA ENTRE O RETORNO ÀS ATIVIDADES E A PROPRIOCEPÇÃO EFETIVA DA REABILITAÇÃO ACELERADA NO PÓS-OPERATÓRIO DE RECONSTRUÇÃO CIRÚRGICA DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR (LCA).

Douglas Ramos, Lenno Araújo, Patrícia Martineli, Ana Claudia Petrini

Resumo


Introdução: A lesão por ruptura do ligamento cruzado anterior (LCA) representa 50% de todas as lesões que afetam o complexo articular do joelho. Esse tipo de lesão provoca disfunções biomecânicas que limitam as atividades funcionais e, em atletas, a trajetória esportiva. Na reabilitação pós-cirúrgica do LCA a intervenção fisioterapêutica por meio da reabilitação acelerada é aplicada, a fim de prover o retorno precoce para as atividades funcionais do indivíduo. Objetivo: Verificar os resultados alcançados em relação ao tempo da recuperação no pós-operatório de reconstrução cirúrgica do LCA por meio da utilização de protocolos de reabilitação acelerada. Métodos: Trata-se de uma revisão de literatura de artigos científicos que foram recuperados na base de dados Medline e Lilacs com o cruzamento dos seguintes descritores: protocolo acelerado, ligamento cruzado anterior e reabilitação, publicados no período de 1992 a 2018. Após a aplicação dos devidos critérios de inclusão e exclusão, sete investigações apresentaram elegibilidade para compor a presente revisão. Resultados: Os dados apontaram que 57% dos artigos científicos selecionados realizaram a reabilitação acelerada com 12 semanas e 43% com 16 a 24 semanas. Os resultados dos estudos elencados apresentaram desfechos similares nas variáveis alívio de dor e ganho de amplitude de movimento; a melhora na capacidade proprioceptiva foi observada nos estudos elaborados com protocolos 16 a 24 semanas. Conclusão: A aplicabilidade da reabilitação acelerada apresenta bons resultados, entretanto, aquelas realizadas com um protocolo elaborado com maior período de tempo (16 a 24 semanas) enfatizam o trabalho proprioceptivo, fator primordial para o retorno às atividades, conduzindo o fisioterapeuta para a importância da avaliação custo-benefício do tempo de reabilitação pós-operatória do LCA.

 Palavras-Chave: Protocolo acelerado. Ligamento cruzado anterior. Reabilitação.


Texto completo:

PDF

Referências


CARRIL, M. L. S, GABRIEL, M. R. S, DIAS, P. J. Fisioterapia em traumatologia, ortopedia e reumatologia. 2 ed. Rio de Janeiro: Revinter, 2001.

PINHEIRO, L. Q. et al. Reconstrução do ligamento cruzado anterior: comparação da analgesia com morfina intratecal, morfina intra-articular e levobupivacaína intra-articular. Revista Brasileira de Ortopedia. v. 50, n. 3, p.300-304, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162015000300300&lng=pt&tlng=pt. Acesso em: 04 abr. 2017

MAGEE, D. J. Avaliação musculo esquelética.4. ed. São Paulo: Manole, 2007.

STIJAK, G. et al. Morphometric parameters as risk factors for anterior cruciate ligament injuries - a MRI case-control study. Vojnosanit Pregl. v. 71, v.3, p. 271-6, 2014. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24697014. Acesso em: 06 jan. 2018

VOJNOSANIT, P. et al. Comparative analysis of morphometric parameters of intercondylar notch in patients with and without anterior cruciate ligament tears. Chron Dis J. v. 1, n. 1, 2013.

ARLIANI G.G. et al. Lesão do ligamento cruzado anterior: tratamento e reabilitação. Perspectivas e tendências atuais. Revista Brasileira de Ortopedia. Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia. v. 47, n. 2, p. 191-196, 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-36162012000200008. Acesso em: 04 abr. 2017.

BRADLEY, J. P.; TEJWANI S. G. All-inside patellar tendon anterior cruciate ligament reconstruction. Sports Med. Arthrosc. v.17, n. 4, p. 252-8, 2009. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19910784. Acesso em: 18 fev. 2017.

THIELE, E. et al. Protocolo de reabilitação acelerada após reconstrução de ligamento cruzado anterior - dados normativos. Rev. Col. Bras. Cir. v. 36, n. 6, p. 504-58, 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rcbc/v36n6/08.pdf. Acesso em: 15 out. 2016.

SHEUBOURNE, E. et al. Accelerated Rehabilitation After Anterior Cruciate Ligament Reconstruction. Jor. Ort. Spo. v. 18, n. 3, p. 292-9,1992. Disponível em: https://www.jospt.org/doi/pdf/10.2519/jospt.1992.15.6.256. Acesso em: 15 out. 2016.

DRAPER, E. et al. Subjective Evaluation Of Function Following Moderately Accelerated Rehabilitation Of Anterior Cruciate Ligament Reconstructed Knees - Journal Of Athletic Training. v. 28, n. 1, 1993.

LEPORACE, G; METSAVAHT, L; SPOSITO, M.M.M. Importância do treinamento da propriocepção e do controle motor na reabilitação após lesões musculoesqueléticas. ACTA FISIATR. v. 16, n. 3, p. 126-131, 2009. Disponível em: http://www.actafisiatrica.org.br/detalhe_artigo.asp?id=102. Acesso em: 11 out. 2016.

SAMPAIO, E. et al. Reabilitação Do Joelho Pós-Sutura Meniscal. Rev. Bras. Ortop. v. 28, n. 5, 1993. Disponível em: http://rbo.org.br/detalhes/896/pt-BR/reabilitacao-do-joelho-pos-sutura-meniscal-. Acesso em: 11 out. 2016.

BEYNNON, E. et al. Accelerated Versus Nonaccelerated Rehabilitation After Anterior Cruciate Ligament Reconstruction. The American Journal of Sports Medicine. v. 39, n. 12, 2012.

LEE, E. et al. Effectof 12 Weeks Of Accelerated Rehabilitation Exercise On Muscle Function Of Patients With ACL Reconstruction Of The Knee Joint. J. Phys. Ther. Sci. v. 25, n. 12, 2013. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3885847/. Acesso em: 04 abr. 2017.

LEE, E. et al. Enhancedknee Joint Function Due To Accelerated Rehabilitation Exercise After Anterior Cruciate Ligament Reconstruction Surgery In Korean Male High School Soccer Players. Journal Of Exercise Rehabilitation. v. 12, n.1, 2016. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26933657. Acessado em: 17 mai. 2017.

ASTUR, D.C. et al. Anterior cruciate ligament and meniscal injuries in sports: incidence, time of practice until injury, and limitations caused after trauma. Revista Brasileira de Ortopedia. v. 51, n. 6, p. 652–656, 2016. Disponível em: .https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5198139/. Acessado em: 21 jun. 2017.

BALL, S. et al. Return to Play Following Anterior Cruciate Ligament Injury. An Evidence-based Approach. Springer. p. 429-439, 2018.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Associado à ABEC