ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DA ÁGUA DE POÇOS RASOS DO BAIRRO CANAÃ EM RIO BRANCO, ACRE, 2018.

Izabela Brito, Railane Lima, Karilane Paiva, Rutilene Souza, Monykelly Carvalho, Lilia Raquel Silva

Resumo


Introdução: A água é um recurso hídrico indispensável para o ser humano. A água subterrânea é uma das fontes mais utilizadas no mundo pelo homem, e para a utilização diária, elas têm que estar apropriadas ao consumo, e isto têm que estar de acordo com os padrões de potabilidade do Ministério da Saúde (2011). Objetivo: Analisar a qualidade da água de poços rasos do bairro Canaã do município de Rio Branco, Acre, a partir da quantificação bacteriológica de coliformes fecais de modo presuntivo. Método: A pesquisa foi realizada pelo método da alça calibrada, foram coletadas nove amostras aleatórias que foram devidamente transportadas e armazenadas em temperatura adequada, para posterior realização da análise microbiológica. Realizou-se também um questionamento estruturado sobre os fatores que possivelmente podem favorecer contaminação na água. Resultados: Das amostras analisadas 88,9% apresentaram-se fora dos padrões de potabilidade indicado pelo Ministério da Saúde, portaria n° 2.914, de 12 de dezembro de 2011, que as torna impróprias para o consumo humano. Os principais fatores que podem influenciar as contaminações são: a infraestrutura dos poços e do bairro, presença de esgotos ou fossa séptica próxima da localização do poço e a falta de limpeza e tratamentos mais adequados das águas dos poços. Conclusão: As águas de poços consumidas pela população local não estão adequadas para o consumo humano, o que pode vir a causar possíveis infecções pelos microrganismos presentes nelas.

Palavras-chave: Água subterrânea. Coliformes fecais. Qualidade da água.  


Texto completo:

PDF

Referências


DOS SANTOS VALIAS, Ana Paola Gonçalves et al. Avaliação da qualidade microbiológica de águas de poços rasos e de nascentes de propriedades rurais 14 do município de São João da Boa Vista-São Paulo. Arquivos de Ciências Veterinárias e Zoologia da UNIPAR, v. 5, n. 1, 2002.

FERREIRA, Adriana Niemeyer Pires et al. Águas Subterrâneas: um recurso a ser conhecido e protegido. Ministério do Meio Ambiente, Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, Petrobras, Brasília, DF, 2007.

AGUIAR, Luciana et al. Pesquisa de coliformes fecais em águas de poços artesianos da zona sul de Manaus. CONAC - Congresso Acadêmico do IFAL. Disponível em: . 2010. Acesso em: 10 jun. 2018.

DOS SANTOS, José Ozildo et al. A qualidade da água para o consumo humano: Uma discussão necessária. Revista Brasileira de Gestão Ambiental, v. 7, n. 2, p. 19-26, 2013.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n° 2.914, de 12 de dezembro de 2011.

JAWETZ, Melnick e ADELBERG/ GEO. F. Brooks. Microbiologia médica. Tradução: Cláudio M. Rocha-de-Solza; revisão técnica: José Procópio Moreno Senna. – 26. Ed. – Porto Alegre: AMGH, 2014.

BRASIL. Fundação Nacional de Saúde. Manual prático de análise de água /fundação nacional de saúde -4. ed.-Brasília: Funasa.150p, 2013.

CONAMA. Resolução nº 375 de 17 de março de 2005.

NICÉSIO, Raphael G. Coloração de gram. Disponível em: . Acesso em: 10 jun. 2018.

BRASIL. Anvisa _ módulo 2: gram-negativos fermentadores. . Publicado em: 2008. Acesso em: Acesso em: 10 jun. 2018.

OLIVEIRA, Antonio Vanilson; BRANDÃO, Joana; DAL PUPO, Halan Deny. Análise microbiológica da água coletada de poços rasos e poços artesianos no município de boa Vista-Roraima. Caderno de Ciências Biológicas e da Saúde, n. 5, 2015.

CONTE, Vania Dariva et al. Qualidade microbiológica de águas tratadas e não tratadas na região nordeste do Rio Grande do Sul. Infarma, v. 16, n. 11, p. 83-4, 2004.

SOUZA, Teresinha Gomes Sales. Água potável Garantia de Qualidade de Vida. Universidade Federal do Piauí, 2002.

BRASIL. Ministério da Saúde. Hepatite E. disponível em: . Acesso em: 10 de junho de 2018.

SOUSA, Cristina Paiva. Segurança alimentar e doenças veiculadas por alimentos: utilização do grupo coliforme como um dos indicadores de qualidade de alimentos. Revista APS, v. 9, n. 1, p. 83-88, 2006.

METWALI, R. M. Water quality of some wells in Taiz City (Yemen Republic) and its surroundings. Folia microbiologica, v. 48, n. 1, p. 90-94, 2003.

ESTADO, Agência. OMS: água contaminada mata 28 mil por ano no País. Revista estadão. 27 Junho de 2008.

NATARO, James P.; KAPER, James B. Diarrheagenic escherichia coli. Clinical Microbiology Reviews, v. 11, n. 1, p. 142-201, 1998.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Associado à ABEC