ÁLBUM FOTOGRÁFICO DE PORÇÕES ALIMENTARES: ASPECTOS METODOLÓGICOS

Patrícia Taíne Araújo Batista, Mc O'nnil Nascimento Dias, Tatiane Dalamaria, Alanderson Alves Ramalho

Resumo


Introdução: A avaliação do consumo dietético requer precisão na determinação do volume de alimentos ingeridos, todavia determinar com exatidão o consumo de alimentos é bastante complexo. Entre os recursos disponíveis para minimizar a imprecisão, a fotografia se destaca pelo baixo custo, longa vida útil, facilidade de reprodução e transporte e pela possibilidade de representar uma ou mais porções de um mesmo alimento. Sendo assim, torna-se imprescindível estimular a ampliação da variedade de álbuns fotográficos com metodologias compatíveis. Objetivo: Descrever os aspectos metodológicos da construção de um álbum fotográfico de porções alimentares. Método: Os alimentos e preparações escolhidos para o álbum fotográfico foram os encontrados no Guia Alimentar para a População Brasileira e na análise do consumo alimentar pessoal no Brasil, realizado pela Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008–2009, além da consulta a especialistas da área de alimentos e nutrição. Para definição do tamanho das porções, utilizou-se como tamanho médio a porção apresentada na pirâmide alimentar adaptada para a população brasileira, e obtiveram-se os tamanhos pequeno e grande subtraindo 50% ou adicionando 50% do peso do tamanho médio, respectivamente. O peso das porções foi aferido utilizando-se balança da marca Micheletti, modelo Tavola 3, com capacidade máxima de 3,0kg e precisão de 0,5g. Foi realizada a estimativa de valor energético, carboidratos, proteínas, lipídios e fibras alimentares para todos os alimentos por meio de composição química indireta, utilizando-se tabelas de composições de alimentos. As fotografias foram realizadas por fotógrafo profissional imediatamente após o preparo do alimento com posicionamento angular de 45º graus. Conclusão: No Brasil, são escassos instrumentos com metodologia compatível e grande variedade de alimentos que permitam a visualização de porções de alimentos em diferentes tamanhos. Desta forma, espera-se que a descrição metodológica presente neste artigo estimule a ampliação da variedade de álbuns fotográficos com metodologias compatíveis.

Palavras-chave: Consumo de alimentos. Fotografia. Valor de Referência para Porções. Metodologia.

Texto completo:

PDF

Referências


FISBERG, R. M; MARCHIONI, D. M. L.; COLUCCI, A. C. A. Avaliação do consumo alimentar e da ingestão de nutrientes na prática clínica. Arq Bras Endocrinol Metab., v.53, n.5 pp.617-624, 2009. Disponível em:

http://dx.doi.org/10.1590/S0004-27302009000500014. Acesso em: 20 mai. 2018.

CAVALCANTE, A. A. M.; PRIORE, S. E.; FRANCESCHINI, S. C. C. Estudos de consumo alimentar: aspectos metodológicos gerais e o seu emprego na avaliação de crianças e adolescentes. Rev. Bras. Saude Mater. Infant., v. 4, n. 3, p. 229-240, 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1519-38292004000300002. Acesso em: 11 jul. 2018.

GARCIA, R. W. D. Representações sobre consumo alimentar e suas implicações em inquéritos alimentares: estudo qualitativo em sujeitos submetidos à prescrição dietética. Rev Nutr., v. 17, n.1, p.15-28, 2004. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732004000100002. Acesso em: 15 jul. 2018.

ARAUJO, M. C; YOKOO, E. M; PEREIRA, R. A. Validation and calibration of a semiquantitative food frequency questionnaire designed for adolescents. J Am Diet Assoc. v110, p.1170–1177, 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.jada.2010.05.008. Acesso em: 20 jul. 2018.

HARALDSDÓTTIR, J.; TJØNNELAND A.; OVERVAD, K. Validity of individual portion size estimates in a food frequency questionnaire. Int J Epidemiol v.23, p.786–796, 1994. Disponível em: https://doi.org/10.1093/ije/23.4.787. Acesso em: 17 jul. 2018.

NAVARRO, A.; CRISTALDO, P. E; DIAZ, M. P.; EYNARD, A. R. Food photography atlas: its suitability for quantifying food and nutrient consumption in nutritional epidemiological research in Córdoba, Argentina. Rev Fac Cien Med Univ Nac Cordoba, v.57, p. 67–74, 2000.

NGO J.; ENGELEN, A.; MOLAG, M.; ROESLE, J.; GARCÍA-SEGOVIA, P.; SERRA-MAJEM, L. A review of the use of information and communication Technologies for dietary assessment. Br J Nutr., v.101, suplemento 2, p.102–112, 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1017/S0007114509990638. Acesso em: 18 jul. 2018.

NELSON, M.; HARALDSDOTTIR, J. Food photographs: practical guidelines. Design and analysis of studies to validate portion size estimates. Public Health Nutr., v. 1, n. 4, p. 215-230, 1998. Disponível em: https://doi.org/10.1079/PHN19980038. Acesso em: 18 jul. 2018.

RODRIGUES, A. G. M; PROENCA, R. P. C. Uso de imagens de alimentos na avaliação do consumo alimentar. Rev. Nutr., v.24, n.5,p.765-776, 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52732011000500009. Acesso em: 9 abr. 2018.

ZABOTTO, C. B.; VIANNA, R. P. T.; GIL, M. F. Registro Fotográfico para Inquéritos Dietéticos: Utensílios e porções. Mato Grosso do Sul: Inan, 1996.

SALES, R. L.; SILVA, M. M. S; COSTA, N. M. B. Avaliando o consumo alimentar por fotos (software). Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2004.

MONTEIRO, J. P.; PFRIMER K.; TREMESCHIN, M. H.; MOLINA, M. C.; CHIARELLO, P. Consumo Alimentar: Visualizando Porções. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan, 2007. 80 p. (Série Nutrição e Metabolismo).

LOPEZ, R. P. S, BOTELHO, R. B. A. Álbum fotográfico de porções alimentares. São Paulo: Metha; 2008.

MONEGO, E. T.; PEIXOTO, M. R. G.; SANTIAGO, R. A. C.; GIL, M.F.; CORDEIRO M. M.; CAMPOS, M. I.; SOUZA, R. G. Alimentos brasileiros e suas porções: um guia para avaliação do consumo alimentar. 1. ed. Rio de Janeiro (RJ): Editora Rubio, 2013. v. 1. 119p.

BRITO, A. P.; ARAUJO, M. C.; GUIMARAES, C. P.; PEREIRA, R. A. Validade relativa de questionário de frequência alimentar com suporte de imagens. Ciênc. saúde coletiva, v. 22, n. 2, p. 457-468, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232017222.26392015. Acesso em: 15 jul. 2018.

LOPEZ, R. P. S.; BOTELHO, R. B. A. Identificação de porções alimentares em fotografias. Nutrire, v. 35, n. 1, p. 1-14, 2010. Disponível em: http://sban.cloudpainel.com.br/files/revistas_publicacoes/268.pdf Acesso em: 7 mai. 2018.

SOUZA, R. G. M.; CAMPOS, M. I. V. A. M.; CORDEIRO, M.M.; MONEGO, E. T.; PEIXOTO, M. R. G. Validação de fotografias de alimentos para estimativa do consumo alimentar. Rev. Nutr., v. 29, n. 3, p. 415-424, 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/1678-98652016000300011. Acesso em: 15 jul. 2018.

BRASIL. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008–2009: análise do consumo alimentar pessoal no Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2011. Disponível em: www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/pof/2008_2009_analise_consumo/pofanalise_2008_2009.pdf Acesso em: 15 jul. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira. 2. ed., 1. reimpr. – Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

PHILIPPI, S.T.; LATTERZA, A. R.; CRUZ, A. T. R.; RIBEIRO, L. C. Pirâmide alimentar adaptada: guia para escolha dos alimentos. Rev. nutr., campinas, v.12, n.1, p. 65-80, jan./abr., 1999. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1415-52731999000100006 Acesso em: 7 out. 2017.

PHILIPPI, S. T. Pirâmide dos alimentos: fundamentos básicos de nutrição. 2. ed. Barueri: Manole, 2014

NEPA - Núcleo de Estudos e Pesquisas em Alimentação. Tabela Brasileira de Composição De Alimentos (TACO). Campinas: Nepa-Unicamp, 2011.

PHILIPPI, S. T. Tabela de composição de alimentos: suporte para decisão. 5. ed. Barueri: Manole, 2015.

VENTER, C. S.; MACLNTYRE, U. V.; VORSTER, H. H. The development and testing of a food portion photograph book for use an African population. J Hum Nutr Diet. v.13, p.205 – 218, 2000. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1046/j.1365-277x.2000.00228.x Acesso em: 8 jul. 2017.

NELSON, M.; ATKINSON, M.; DARBYSHIRE, S. Food photography II: use of food photographs for estimating portion size and the nutrient content of meals. British J.Nutri, v.76, n.31, p. 76:31-49,1996. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1079/BJN19960007. Acesso em: 8 jul. 2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Associado à ABEC